segunda-feira, 6 de outubro de 2008

16 dia (seg 06/10)

Em Manaus sabia que a negociação para embarcar a moto no barco é um pouco complicada. Tem vários valores diferentes no mesmo porto. Ciente disso comecei a sondar os preços no sábado de manha e acabei ficando com três contatos para embarcar segunda. Ligo segunda de manhã e fecho com o Sr. Nilson a R$ 250, eu a moto até Santarém. Confirmei com ele se estava tudo ok e ele falou que só precisava estar no porto às treze horas para embarcar a moto e que o barco sairia as 16h00min. Chego ao porto as 13h00min h conforme combinado e na hora de tirar a passagem vamos até o barco que ele onde o Responsável diz que não leva a moto. Parai um cara que vive no porto não saber qual barco leva e qual não leva. Resumo da obra, só havia passagem pro outro barco que saia também ás 16h00min, porém a passagem custaria R$ 370,00. Fiquei louco quando soube que ainda teria que pagar uma taxa de R$ 20,00 para a Capitania para embarcar a moto. Ou seja, ele me tirou a possibilidade de qualquer outra negociação com os outros, não havia mais tempo e ainda não informou todos os custos fiquei louco e precisava embarcar de qualquer jeito. Tomado por uma cólera, falei um monte de besteiras pra ele e seus auxiliares. Depois pensei que talvez não devesse ter feito aquilo, mas percebi que se tratava provavelmente de um expediente sujo usado por eles. Após o embarque da moto o Capitão me falou que o barco poderia sair mais cedo se tudo estivesse resolvido. Fui ao Hotel correndo e voltei ao barco as 15h00. O barco saiu de Manaus as 21 h. Relaxa e goza.


Assim que quase todos "dormem" no barco. Apenas uma pessoa levou colchão inflável. Adivinha...
Esse é o Nélio Correa. Meu barco até Santarém.
Esse momento foi extremamente tenso. Até as amarras pra subir a moto eles queriam fazer num lugar perigoso. No começo pensei que eles sabiam o que faziam, depois desisti deles.
Embarque pelo rio. A capitania nao podia ver a moto.
Desenhos indígenas.
Painel no Centro Cultural da Casa do povo da floresta


Essa peça é um cilindro com vários buracos. Em cada buraco voce sente o cheiro de determinada planta da floresta amazonica. Fantástico!

8 comentários:

Alisson disse...

Cara, show de bola!!! Estou acompanhando e relembrando muitas coisas de Manaus e das viagens de moto... Fiquei contente que ultrapassaste a BR-319... A pior e a que mais me dá vontade de cruzar... a minha hora chega... Um abraço, se cuida...

gadelha disse...

Vantuir, todo mundo que vê o seu Blog passa a acompanhar. Estou divulgando... :-)
Boa sorte!!!

MARCO ANTONIO disse...

Parabéns pela viagem e agradeço por compartilhar um pouco tua viagem comigo, motociclista de 500km mês.

DO POLO SUL AO POLO NORTE NUMA V STROM 1000 disse...

Calma Vantuir,em nossas longas viagens sempre encontramos pessoas e organismos públicos, que nos recebem de braços abertos, mais tb, encontramos os que nos agridem gratuitamente.
Saber compensar estos fatos com certa filosofia, faz a diferença entre uma viagem bem ou mal sucedida.
Se comporta me amigo.....
Grande abraço

The Big Rider: born free,drive fast & die hard!!! disse...

Grande Vantuir,
Se precisar brigar com alguém é só chamar "nóis" q "nóis" num deixa vc apanhar sozinho..."nóis" apanha junto...hehehe
Abs
Felipe

thiago disse...

E ae Vantuir, estamos aguardando o diário de bordo e mais fotos !!!!


Abração e que Deus ilumine seu caminho.

trevizan disse...

Grande vantuir
Estou sempre passando pra dar uma olhada e saber como você está amigo, esqueça os manés e continue com a boa viagem!
Boa sorte!

Ed Cotait disse...

Mais uma etapa, vantuir!
Com FDP´s do porto e tudo mais...

Abraços!